quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Enfim atualizando!

Nossa! Nesses quase 2 meses de ausência MUUUUITA coisa aconteceu. Vou tentar lembrar de tudo e resumir os principais acontecimentos.
03/11/11 – Fizemos uma ultra-sonografia para avaliar a oxigenação/fluxo sanguíneo e estava tudo ok com nosso bebê. Peso estimado 1.550kg,  38cm. Uma luz de atenção acendeu alertando que eu poderia ter oscilação de pressão no final da gravidez...
05/11/11 – Fizemos o tão esperado ensaio fotográfico com a Carol Camanho no Jardim Botânico. Foi maravilhoso! Adoramos o trabalho dela! Uma fotinho para ilustrar...

17/11/11 - Consulta de rotina e pela primeira vez saí do consultório triste... A obstetra viu os exames, viu a indicação da "luz de atenção" e como em todas as consultas foi verificar minha pressão... Susto! 16x10. Minha pressão SEMPRE foi baixa, 12x8, 11x6 e assim permaneceu durante a gravidez, até esse momento. Ela falou que não era para ficar preocupada mas que precisaríamos investigar e como já estava na hora de repetirmos os exames de rotina ela iria acrescentar mais alguns e pediu também que eu consultasse um cardiologista. Saí de lá preocupada e totalmente desanimada. Cheguei em casa e o Mauro já havia chegado então chorei, chorei e chorei... Depois sequei as lágrimas e após uma noite de sono fui me mover para fazer tudo o que eu tinha que fazer. Hemograma completo, urina, urina 24 horas, repetir a ultrasonografia, consultar o cardiologista (que na consulta realizou um eletrocardiograma) e solicitou um ecocardiograma e M.A.P.A. (para monitorar a pressão por 24 horas). Nunca fiz tantos exames em um intervalo tão curto de tempo! 
20/11/11 - No meio de toda essa confusão ainda tinha o chá de bebê! Foi mega cansativo mas foi maravilhoso!
08/12/11 - Retornei para a consulta com a obstetra com o resultado de todos os exames. Graças a Deus os resultados foram ótimos, todos normais. Na ultra-sonografia que tivemos que repetir, realizada em 25/11/11 o peso estimado era 2.180kg, 43cm. A mesma luz de atenção continuava alertando que eu poderia ter oscilação de pressão no final da gravidez... Novamente a obstetra verificou minha pressão e advinhem?! 16x10! Inacreditável! Em todos os exames que realizei a pressão estava normal/baixa e na consulta repetiu-se o mesmo resultado... Ela falou que a única explicação que via era que eu fico ansiosa quando chego na consulta e isso faz com que a pressão oscile.
20/12/11 - Ontem retornei para mais uma consulta de rotina e pressão 14x9... Pela primeira vez a médica cogitou em antecipar o parto. Pensou, pensou, fez e refez contas e por fim achou melhor manter a data de 04/01. Pediu para eu redobrar a atenção com a alimentação neste período festivo (passar longe de sal!). Que mais? Bem hoje tomei a 2a. dose da antitetânica (a 1a. foi em 21/11), na próxima 2a. feira 26/12 temos a última ultrasonografia e em 03/01 a última consulta! Faltam apenas 2 semanas!!! E eu? Bem, fico ansiosa, preocupada mas com a certeza e fé em Deus de que tudo vai dar certo! Está tudo pronto para a chegada do meu pequeno grande amor! Que ele chegue com saúde na hora que tiver que ser. Acima de tudo estou FELIZ demais!



Um FELIZ NATAL a todos e um 2012 cheio de paz, amor e alegria!


quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

36 semanas!

Nossa! Quase 2 meses que não venho aqui! Tanta coisa pra escrever mas o vírus do blog abandonado me pegou de jeito...
Só faltam 3 semanas e enquanto organizo minhas idéias vamos ao boletim da Crescer!
36 Semanas
Você achou que esse dia nunca chegaria? Mas aí está: você está no nono mês e em poucas semanas seu bebê estará em seus braços. Seu peso deve estar aumentando de 300 a 500g por semana. Nas consultas, o médico deverá examinar seu colo uterino, para verificar se já está se dilatando, anunciando a chegada do parto. Por mais difícil que seja, procure dormir ou pelo menos descansar, para que você esteja bem no dia do parto.
Nas últimas semanas de gravidez, geralmente em uma das duas que antecedem o parto, o bebê se encaixa na bacia. Se esta é sua segunda gestação, o encaixe pode ocorrer só na hora do parto. Ele está completamente formado e, até o nascimento, permanecerá ganhando peso e crescendo no útero. Gordurinhas se acumulam em seu corpo, formando dobrinhas no pescoço, na cintura e nos braços.